Associação Internacional de Lions Clubes – DMLC – Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

Rua São José, 2261 – Jardim Sumaré – CEP 14025-180 – Ribeirão Preto - SP

CARTA MENSAL DE ABRIL da

Coordenadoria Geral do Distrito LC-6

                                                          Ribeirão Preto, 01 de abril de 2021

                                                    

Destinatários: PRESIDENTES DE CLUBES DO DISTRITO LC-6

                                                                

“Como dizem os construtores, pedras maiores não se ajeitam sem as menores.” (Platão)

 

MENSAGEM DO GOVERNADOR:

Nesta mensagem do mês de abril quero falar da importância de um grande hospital que temos em nosso Distrito LC-6, e que é muito conhecido por todos nós. Falo do Hospital de Olhos “Manoel Dante Buscardi” da cidade de Taquaritinga.

Falo da grandiosidade de um hospital que nasceu pequeno e se transformou na grandeza que hoje ele é. Sem precisar falar da sua grandeza, do trabalho que os Companheiros, Companheiras e Domadoras de Taquaritinga dedicam ao mesmo, vou falar daquilo que o hospital realiza e que muitos de nós desconhecemos.

Temos por obrigação saber um pouco daquilo que temos e que muito foi ajudado pelos Clubes do nosso Distrito quando do seu início, mas que aos poucos fomos deixando de lado e não acompanhamos o que ele hoje representa no estado de São Paulo e no Brasil.

Quantos de nós relatamos nas reuniões dos nossos Clubes que temos um Hospital de Olhos no Distrito, e que o mesmo está apto a atender cada um de nós quando precisarmos de consultas oftalmológicas? São poucos os que assim o fazem!

Apenas para narrar os trabalhos do hospital: um programa permanente de Sight First ali é realizado, onde tive a curiosidade de saber o resultado daquilo que eles realizam em números colhidos deste o início desta Governadoria, em julho de 2020, a até o último mês de fevereiro, portanto em oito meses. Sob o comando do MJF João Donizetti Furtado, que preside o nosocômio, médicos capacitados, enfermeiros e auxiliares de primeira grandeza realizaram os seguintes procedimentos: tratamento clínico (medicamentos glaucoma) = 1.895; procedimentos clínicos (consultas e administração de medicamentos) = 11.785; procedimentos diagnósticos (exames) = 20.604; procedimentos cirúrgicos (cirurgias) = 1.428; transplantes de córneas = 7. Nesses oito meses chegaram ao total de 35.692 procedimentos realizados, o que equivale a 4.461 serviços/mês e 148 atendimentos dia, e considerando, inclusive, que os trabalhos são realizados igualmente aos sábados, domingos e feriados.

Para nós, Leões, qual o procedimento a ser adotado para sermos atendidos pelo hospital? Em primeiro lugar procurar a gerência administrativa do nosocômio, que fornecerá as informações necessárias para pacientes Leões, esclarecendo que é Companheiro Leão, Companheira Leão ou Domadora, e a qual Clube pertence. É dessa forma que nossa família leonística do LC-6 poderá ser atendida pelo hospital. Quanto aos valores cobrados, posso afiançar que são diferenciados daqueles cobrados por clínicas semelhantes.

Vamos valorizar aquilo que temos em Distrito!

            DG MJF Antonio Paulo Caliento, Governador do Distrito LC-6

EDITORIAL:

Protocolo, sempre o protocolo!

Fico cada vez mais entristecido e verdadeiramente apavorado quando observo o protocolo desenvolvido em algumas unidades leonísticas. Em alguns casos chega a ser lamentável. E tudo isso por culpa exclusiva dos dirigentes!

Protocolo leonístico é um assunto envolvente e apaixonante.

Existe muita gente ditando regras. “Não pode isso”, “Não pode aquilo”, “Desse jeito está errado”, “Não fala isso”.   Não, não, não... O que não falta é regra dizendo como devemos nos comportar. Já li muita coisa sobre isso.

Deixar as regras de lado, como se não valessem nada, talvez seja uma decisão ingênua, e que beira à irresponsabilidade. Por outro lado, seguir a cartilha como se fosse um dogma limita nossa liberdade e impede que exploremos de forma ampla nosso potencial. Com o protocolo leonístico acontece isso.

Lions Internacional já definiu, há muito tempo, que o protocolo deve ser adaptado aos usos e costumes locais. Existem, porém, algumas regras básicas e necessárias que são exigíveis e devem ser obedecidas pelos Clubes.

Os melhores dicionários já indicam que protocolo é cerimonial, formalidade e normas de etiqueta.

No leonismo o protocolo é “Irmão” da etiqueta e da educação, e “Filho” do bom-senso e das boas maneiras. Só que, cá entre nós, como alguns Clubes estão maltratando esses nossos parentes...

Dezenas e dezenas de publicações já foram escritas sobre o protocolo leonístico, além da constante realização de cursos, seminários, reuniões, debates etc. Tudo, lamentavelmente, de uma inutilidade impressionante, dado o seu não-cumprimento, a sua não-observância, que atingem as raias da irritabilidade e do desespero de quem deseja vê-lo respeitado e cumprido, ainda que precária e parcialmente.

No protocolo, que todos acham importante mas poucos procuram conhece-lo, geralmente predomina o “achismo”, ou seja, “acho que está tudo bem, de qualquer maneira que seja feito, desde que não atrapalhe a reunião”.

Não se pode pensar em modernidade, progresso e novas conquistas sem o respeito e a disciplina.

Está claro que todos sabemos que o Lions não é berçário ou jardim da infância, que exigem vigilância permanente. É claro também que todos sabemos que Lions é voluntariado, que requer compromisso. Mas todos sabemos, igualmente, que ele é um voluntariado com responsabilidade.

O protocolo leonístico envolve uma série de medidas preparatórias. Já vi Companheiros e até Clubes defenderem a posição de que protocolo é desnecessário nas reuniões habituais do Clube; que a utilização do protocolo é enfadonha, representa perda de tempo e se caracteriza como imposição, de certa forma arbitrária, de procedimentos ditos protocolares; e que melhor seria a adoção de uma reunião leve e descontraída, sem maiores formalidades e preocupações. Felizmente poucos deram guarida a essa linha de pensamento. A ordem é necessária ao desenvolvimento de qualquer atividade, senão instala-se o caos.

No Lions a disciplina tem sua razão de ser e traduz-se em normas de conduta que são sugeridas, mas jamais impostas.

A experiência tem demonstrado que o Clube que cultua a tradição da ordem, de acatamento das regras e da aceitação de certas restrições tende a uma vida mais longa e produtiva, proporcionando ao seu corpo associativo um companheirismo mais vigoroso e uma amizade mais profunda.

É desejável que o protocolo leonístico seja um parâmetro a ser observado por Companheiros, Companheiras e Domadoras.

No Lions a prática do protocolo é uma forma de reconhecer os méritos de alguém, de manifestar o respeito pela nossa instituição e de valorizar a nossa autoestima.

É desejável, então, quer todo Leão se interesse por conhecer e exercitar os procedimentos sugeridos por Lions Internacional. Assim, evitará constranger, por atitudes indevidas, associados, dirigentes leonísticos e autoridades presentes às reuniões de qualquer âmbito, desde os mais simples encontros de diretoria e assembleias do Clube até às Convenções e Reuniões Distritais.

A elaboração de um protocolo adequado não é tarefa difícil, mas requer tempo, conhecimento, habilidade, bom-senso, humildade e dedicado planejamento, para que erros inadmissíveis não sejam cometidos.

Sou apenas um Companheiro Leão curioso e que gosta de estar sempre aprendendo. Já tive oportunidade de enviar, através de diversos artigos e até mesmo de matérias já publicadas nesta carta mensal, algumas mensagens sobre protocolo leonístico. Pretendo, no futuro, continuar a fazê-lo, se Deus assim o permitir. Adianto que não haverá qualquer novidade, pois quase tudo já foi escrito a respeito. Será apenas uma colaboração para avivar aquilo que existe e precisa ser colocado em prática.

           

                       PDG MJF Antonio Domingos Andriani, Coordenador Geral do Distrito LC-6

UMA DOR QUE NÃO DÓI NA GENTE:

Filhinha: “Mamãe, o que é mimimi”.

A mãe responde: “Filhinha, mimimi é toda dor que não dói na gente.”

(a reflexão – sobre quem diz isso - fica por conta de cada um de vocês)

 

SERVIÇO É O FIM PRINCIPAL DO LEONISMO:

Servir para o Leão constitui o objetivo da sua participação no movimento, a razão de ser que o conduziu à opção de se afiliar ao Clube.

A Associação Internacional de Lions Clubes é, por definição, a congregação dos Clubes que se instituíram com a determinação de prestar um serviço voluntário aos cidadãos mais necessitados das comunidades assistidas, e, dizemos mais, independentemente de sua categoria social. Cada Companheiro é um elemento de vanguarda para um trabalho sem interesse em vantagens financeiras ou materiais.

O serviço assim chamado desinteressado, prestado pelo Companheiro, é exatamente aquele ao qual ele se propôs ao assumir o compromisso de posse: colaborar com outras pessoas interessadas no bem-estar público; mais distintamente, no bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade, como se encontra expresso nos Propósitos do Lions Clube, onde também se enfatiza, bastante explicitamente, o que o movimento leonístico deve promover. Aos Propósitos também se ajuntam os ditames do Código de Ética que identificam o seu comportamento perante a sociedade, como profissional e cidadão.

Uns parênteses. A expressão desinteresse é adotada no sentido de abnegação, desprendimento, generosidade. Entretanto, para alguns participantes do movimento, a expressão é válida pelo outro significado, indicado no mesmo verbete, mais diretamente: falta de interesse. Fechemos os parênteses.

Precisamos abraçar com responsabilidade o movimento que adotamos, buscando ao menos abordar os grandes males que afligem a sociedade brasileira, quando parece até que eles não nos afligem.

Sabendo-se das tantas dificuldades que acometem a maior parte das nossas comunidades, aquelas que se encontram instaladas na base da imensa pirâmide social que representa a população do nosso país, o Companheiro-Leão, consciente do seu papel, muito terá o que fazer. São tantos os problemas de saúde, de educação, de segurança, de higiene, de moradia, enfim tudo aquilo que deveria ser assegurado pelo Estado, e nem sempre o é, que a participação dos Clubes de Lions muito terá a realizar, colocando-se principalmente como uma ponte entre o governo e a população.

Nessa imensa desigualdade representada pelas diversas camadas sociais, onde a grande maioria das populações quase nada possui, os Clubes de Lions podem se comportar como verdadeiros agentes catalisadores.

A fundação de uma escola, ou a manutenção de uma já existente, ou de uma creche, ou de um hospital, a conservação de iluminação pública ou de esgotos sanitários, ou da pavimentação de ruas e logradouros, tudo isso pode ser cobrado pelos Lions Clubes. A conscientização das populações sobre os cuidados de higiene, de saúde, da discriminação sobre o consumo de drogas, da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis ou sobre a doação de sangue, da preservação do meio ambiente, dos problemas de trânsito, são temas de suma importância que podem ser difundidos através de publicações, em palestras ou outros eventos.

Também fiscalizar a aplicação dos recursos públicos, em obras por vezes inacabadas, ou até inexistentes, fazendo ver aos órgãos competentes (ou aos seus incompetentes dirigentes) que os Clubes estão atentos à malversação dos bens sob a guarda do Estado.

E, além disso, tão ou mais importante, promover o exercício da cidadania, bastante aviltada e vilipendiada pelos detentores do poder público, quando as fundamentais questões de educação, saúde, segurança e emprego não merecem a menor importância nos projetos de governo.

Que não fique apenas na intenção de cada um, mas que todos se lancem para ações concretas que revelem a real intenção de promover mudanças na face do leonismo, para que a sociedade veja nosso movimento com o respeito que ele deve merecer.

Esses cuidados são exatamente aqueles recomendados nos Propósitos do Lions Clube, quando se refere ao ativo interesse pelo bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade.

Tudo isso pode ser feito sem que se necessite arrecadar consideráveis fundos, através de promoções festivas, hoje mais difíceis de serem realizadas do que em tempos passados. Nada de bingos, sorteios e rifas, que na maioria das vezes são oferecidos aos próprios Companheiros e Domadoras, com objetivos de mera ação filantrópica. Filantropia é apenas admissível em casos de emergência, para sanar dificuldades imediatas, ou de verdadeira calamidade pública. Não é esse o caso de uma autêntica prestação de serviço leonistico. Além de que esse tipo de promoção muitas vezes tem contribuído para o afastamento de Companheiros e Domadoras às reuniões do seu Clube e de eventos leonísticos.

(Este nosso ponto de vista poderia abordar, ainda. alguns aspéctos importantes sobre o tempo de reciclagem: fundação de clubes, aumento e retenção de sócios, crescimento qualitativo, lideranças e... lideranças etc).

Precisamos, todos nós, observarmos a oportunidade de mudança que o leonismo nos oferece. Nada é permanente e estático: os tempos mudam, os problemas mudam, as soluções mudam. Já dizia Heráclito que “a única coisa que não muda, é a mudança”. Afinal de contas, nós somos seres incompletos.

Para concluir, gostaríamos de reconhecer que este nosso pequeno comentário certamente representa, sob determinados aspectos, uma crítica que, se encarada numa visão racional, busca oferecer algo de positivo e construtivo, para o bem do leonismo, que acreditamos deva ser praticado. Talvez possamos até ser acusados de excessivamente rigorosos em nossas posições, e até de pessimistas, como já fomos chamados por alguns. Mas uma coisa temos certeza: é a de que estamos buscando preservar um leonismo autêntico. Se não estamos sendo tão generosos no elogio, como o comportamento geralmente adotado, também não estaremos sendo tão comedidos na crítica. Acreditamos estar honestos e justos, tanto na crítica quanto no elogio, pois o que pretendemos é criar um leonismo sadio, como o idealizou o seu fundador e praticam os seus legítimos seguidores, e talvez destruir o mau leonismo, que lamentavelmente observamos ser praticados nos dias atuais. E, acima de tudo, nos move a intenção de colaborar para o resgate da imagem do movimento perante a sociedade. Talvez por certas condições acomodadas, é que tenhamos a lamentar o que vem ocorrendo no cenário do nosso leonismo.

 

FALHAS CONSTATADAS NOS CLUBES, NA QUESTÃO DA ADMISSÃO:

Sempre é bom lembrar que as pessoas se afiliam a um Lions Clube por diversas razões, mas a principal é o desejo voluntário de servir e auxiliar as pessoas carentes, acreditando que foram convidadas para uma missão séria e importante.

Por que precisamos de novos associados? Para ter renovação, novas ideias, novas lideranças, motivação e sustentabilidade.

Precisamos de renovação para garantir a continuidade. De novas ideias para ousar e mudar paradigmas. De novas lideranças para nos prepararmos para o futuro. De motivação para realçar nossos compromissos e atitudes. E de sustentabilidade para crescer com qualidade e dignidade.

E quais as qualidades que devemos buscar nas pessoas que pretendemos convidar para se afiliarem?

- Motivação e otimismo;

- Espírito de equipe.

- Disponibilidade para servir.

- Sucesso na vida.

- Generosidade.

- Equilíbrio emocional.

- Bom relacionamento.

- Situação financeira estável.

Qual o exame de consciência que a direção e os membros de um Clube devem fazer para admitir um novo associado?

- Sabemos ou não sabemos admitir?

- Temos ou não temos competência para admitir?

- Queremos ou não queremos admitir?

Se as respostas forem afirmativas, então por que não admitimos?

 

FALHAS CONSTATADAS NOS CLUBES, NA QUESTÃO DA CONSERVAÇÃO:

De modo geral, por que os associados se desligam do Clube?

Se o Clube não lhes proporcionar a oportunidade de experimentar o que estão procurando e se não se sentirem satisfeitos, com certeza irão procurar outro lugar pela chance de servir voluntariamente.

Pesquisas indicam que 50% dos nossos associados deixam o Lions nos três primeiros anos de ingresso. As seis principais razões apontadas são:

- Falta de planejamento do Clube.

- Reuniões longas e não cumprimento do horário.

- Falta de envolvimento junto à comunidade.

- Falta de espírito de equipe.

- Falta de liderança do Presidente.

- Formação de igrejinhas, panelinhas e grupinhos.

Quais são os antídotos para sanar essas falhas?

Falta de planejamento do Clube: Peter Drucker afirmou que “o planejamento não diz respeito a decisões futuras, mas sim a implicações futuras de decisões presentes.

Reuniões longas e não cumprimento do horário: Reuniões produtivas, objetivas, interativas e participativas são importantes para o bom funcionamento e sucesso do Clube. Quanto ao horário, foi feito para ser cumprido.

Falta de envolvimento junto à comunidade: A probabilidade de um associado deixar o Clube é bem menor quando ele tem participação ativa e pode exercer sua liderança.

Falta de espírito de equipe: Quando se trabalha em equipe todos se beneficiam: o associado, o clube, o distrito, Lions Internacional e, principalmente, a comunidade. Trabalhando em equipe as ações alcançam maiores horizontes e ficam mais suaves, pois a responsabilidade pelo sucesso é de todos. Uma equipe é um time de pessoas que têm o mesmo objetivo.

Falta de liderança do Presidente: O Presidente é o líder maior do Clube. Deve e precisa usar o martelo sempre que necessário. Não deve ser omisso, porém não deve tomar partido em assuntos polêmicos. Não deve permitir discussão de assuntos alheios aos objetivos e projetos do Clube. Deve transferir tarefas, sem abdicar da responsabilidade

Formação de igrejinhas, panelinhas e grupinhos. São evitadas desde que todos os associados se sintam integrados ao grupo e envolvidos nos assuntos de interesse do Clube. Não deve existir no Clube o grupo do NÓS ou o grupo do ELES, mas sim o grupo do NÓS SERVIMOS.

 

A LIDERANÇA NO LEONISMO

Melvin Jones nos deixou a seguinte frase: “Poucas vezes, no decorrer da vida rotineira, surgem oportunidades para exercer liderança dentro do grupo. Tal ensejo, porém, é oferecido aos associados dos Lions Clubes”.

Uma frase que continua mais verdadeira do que nunca!

Quem ingressa nas fileiras do leonismo deixa de ser um mero observador e torna-se parte integrante de uma equipe de líderes que está presente em quase todas as partes do mundo.

Quando uma pessoa de boa reputação e idoneidade é convidada para ingressar no movimento leonístico, com certeza seu padrinho identificou nela um líder no seu círculo social e de amizade.

Por isso, devemos exercitar a liderança em toda sua plenitude, quer estejamos ocupando cargo na diretoria do Clube, no Distrito ou como membro de uma das comissões do Clube.

O que é exercer a liderança?

    • é ser criativo e audacioso nas ideias;
    • é aceitar e cumprir as tarefas que lhe são confiadas;
    • é descobrir e dar vazão às lideranças emergentes;
    • é ter interesse pela causa leonística;
    • é aceitar a decisão da maioria;
    • é colaborar com todos os CCLL, CCªLL e DDMM;
    • é integrar o time dos otimistas;
    • é cultivar a lealdade e a humildade;
    • é adotar o leonismo como uma filosofia de vida

 

O Lions Clube nos oferece grandes oportunidades para desenvolvermos nosso potencial de lider e nossas qualidades profissionais e de dirigentes.       

 

    • Para podermos desenvolver ao máximo o potencial de liderança sugerimos:
    • familiarizar-se com o leonismo através de leitura e participação em seminários e palestras.
    • aceitar as missões e os cargos que lhe forem confiados.
    • participar ativamente dos programas e atividades do Clube.
    • desempenhar suas missões da melhor forma possível.
    • apresentar-se voluntariamente para assumir outras funções no Clube, com vistas a colaborar com o seu Presidente.
    • assistir a todas as reuniões do Clube.
    • absorver a experiência transmitida por outros líderes.
    • jamais ser omisso no exercício da liderança.

 

A liderança leonística deve iniciar-se no Clube, passando pelo Distrito e pelo Distrito Múltiplo. Em cada uma dessas etapas abrem-se novos horizontes, cultivam-se novas amizades e conquistam-se novos conhecimentos.

Isto é um pequeno resumo para se afirmar que Lions pode e deve ser um time de líderes.

 

GOVERNADOR CANCELA AS VISITAS OFICIAIS AOS CLUBES DO DISTRITO:

 

A pandemia da Covid-19 caiu como uma névoa negra na administração do ano leonístico 2020/2021. O Governador Caliento desenvolveu os esforços possíveis e imagináveis para conduzir sua gestão a um porto seguro. Infelizmente a batalha continua e, pelo que se têm notícia, ainda vai longe.

Em consequência da terrível situação que estamos vivenciando, o DG Caliento se viu forçado a cancelar todas as suas visitas aos Clubes do Distrito.

Através da resolução n.º 39-2020/2021, de 11/03/2021, e considerando que o Governo do Estado de São Paulo, nesta data, ampliou da fase vermelha para a fase emergencial as medidas do Plano São Paulo de combate à pandemia da Covid-19; que as medidas da fase emergencial irão vigorar entre os dias 15 e 30 de março de 2021; que, na fase emergencial que foi adotada, haverá toque de recolher e restrição de circulação e agrupamento de pessoas entre às 20:00 e 05:00 horas; e que quem estiver circulando naquele período do toque de recolher deverá apresentar comprovante do motivo de urgência, cancelou todas as visitas agendadas para o mês de março de 2021.

Já pela resolução n.º 41-2020/2021, de 23/03/2021, e considerando que estamos no pior momento da pandemia que está assolando o país; que vivemos um grande caos no sistema de saúde, com registro de número de mortes trágico e terrível; que em virtude da situação está mais do que na hora de retrairmos nossas atividades sociais e de confraternização, nem que seja por alguns poucos meses; que, diante desse caos quase incontrolável, precisamos de uma postura de responsabilidade, retraída e cautelosa; que, mesmo com cuidados e segurança, nenhum protocolo de saúde é 100% seguro, já que ele apenas reduz o risco e, mesmo assim, um risco reduzido ainda é muito grande; e que, agora, é hora de ter humildade e pensar menos em atividades sociais e mais na segurança e saúde dos nossos associados, cancelou todas as visitas agendadas para o mês de abril de 2021.

O DG MJF Antonio Paulo Caliento lamentou pela tomada dessas decisões, mas, como fez questão de testemunhar, para ele o que importa e interessa é a saúde, a segurança e o bem estar dos Companheiros, Companheiras, Domadoras e Leos do Distrito LC-6.

 

GOVERNADORIA DO LC-6 HOMENAGEIA DOMADORAS E CCaLL:

 

Pela passagem do “Dia Internacional de Mulher”, que foi comemorado o último dia 08 de março, a Governadoria do Distrito LC-6 encaminhou a seguinte mensagem para todas as Domadoras e Companheiras Leão da nossa unidade distrital:

“O dia oito de março é consagrado à mulher. Todos os dias, porém, deveriam ser a ela dedicados, pois ela é a própria razão da nossa existência!

O ser humano, desde a concepção, se acha visceralmente vinculado à mulher. Após o nascimento, cessa essa união visceral. Surge, porém, uma vinculação especial e que irá se perpetuar: a vinculação do amor.

Ela foi e será, sempre, a musa inspiradora de todos os que sonham, de todos os que amam e até mesmo de muitos dos que sofrem.

Muito já se escreveu e compôs sobre ela; muitos pintores e escultores nela se inspiraram; muitos já se projetaram ou se aniquilaram por causa dela.

De tudo o que já lemos, de tudo o que já ouvimos, e de tudo o que sentimos a seu respeito, no entanto, o que mais sintetiza o sentimento humano foi escrito pelo poeta Vitor Hugo – e somente poderia sê-lo, com seu inolvidável “O homem e a mulher”. Sem questionar algum dos seus versos – sobretudo em virtude da época em que foram escritos, queremos transcrever a última frase da sua bela poesia, por entende-la, na sua essência, como a mais autêntica apologia, e buscando, desse forma, prestar-lhes uma homenagem no dia que lhes é consagrado: “Enfim, o homem está colocado onde termina a terra; a mulher, onde começa o céu!”

Abraçando nossas queridas MJF Daisy e MJF Nadir, nós abraçamos carinhosamente cada uma de vocês, cumprimentando-as respeitosamente pela comemoração do “Dia Internacional da Mulher”

            DG MJF Antonio Paulo Caliento

           Governador do Distrito LC-6

            PDG MJF Antonio Domingos Andriani

           Coordenador Geral do Distrito LC-6”

 

CALENDÁRIO LEONÍSTICO DE ABRIL:

02 – Dia da Indentificação Leonística

12 – Dia da adoção do emblema do Lions

16 – Fundação do Leonísmo no Brasil (1952)

Mês da Convenção Distrital do LC-6

Mês dos Clubes enviarem o formulário PU-101 com as Diretorias do AL 2021/2022

 

IV RGD E XXII CONVENÇÃO DISTRITAL SERÃO VIRTUAIS:

 

O DG MJF Antonio Paulo Caliento está terrivelmente frustrado por não ter conseguido realizar nenhum evento do ano leonístico de forma presencial, para que pudesse abraçar pessoalmente cada um dos associados do Distrito LC-6. Mas, lamentavelmente, a pandemia falou mais alto.

Diante das circunstâncias, a IV reunião do Comitê Gabinete Distrital e a XXII Convenção Distrital também serão realizadas virtualmente. A Secretaria do Gabinete já editou a convocação dos eventos, que segue reproduzida abaixo:

 

 

IV REUNIÃO DO COMITÊ DO GABINETE DISTRITAL 2020/2021

XXII CONVENÇÃO DISTRITAL DO LC-6 2020/2021

(Serão virtuais, e não presenciais, devido à pandemia da Covid-19 que assola o país)

 

CONVOCAÇÃO

 

De acordo com o que dispõe do artigo 47 do Estatuto do Distrito LC-6, e por determinação do DG MJF ANTONIO PAULO CALIENTO, ficam CONVOCADOS os membros deliberativos do Comitê do Gabinete Distrital (Governador do Distrito, Ex-Governador Imediato do Distrito, 1.º Vice-Governador do Distrito, 2.º Vice Governador do Distrito, Coordenador Geral do Distrito, Secretário do Distrito, Tesoureiro do Distrito, Presidente do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, Presidentes de Região e Divisão), os membros consultivos (Ex-Governadores do Distrito, os membros da Comissão de Finanças, Coordenadores, Assessores e Assistentes Distritais), os Presidentes de Clubes, o Presidente Distrital do Leo Clubes  e associados dos Lions Clubes e dos Leos Clubes do Distrito LC-6, para a IV reunião do Comitê do Gabinete Distrital e XXII Convenção Distrital do LC-6 do ano leonístico 2020/2021, que serão realizadas no dia 25 de abril de 2021, domingo, a partir das 09:30 horas, com observação da seguinte

 

ORDEM DO DIA

    Das 09:30 às 10:30 horas:

    IV reunião do Comitê do Gabinete Distrital

1) Formação da mesa dirigente pelo Assessor Distrital de Protocolo

2) Abertura protocolar pelo DG MJF Antonio Paulo Caliento

- Invocação a Deus

- Hino Nacional Brasileiro

- Hino à Bandeira

- Saudação ao Pavilhão Nacional

3)  Pauta administrativa do Governador

- Agradecimentos

- Leitura e aprovação da ata da reunião anterior

 - Pronunciamento do Assessor Distrital da Mútua Leonística

4)  Pauta técnica do Governador

- Dificuldades encontradas durante a gestão 2020/2021

- Resultados apurados e cumprimento das metas

- Comprometimento dos Clubes durante a pandemia

- Clubes que tiveram suas atividades encerradas

- Encerramento das atividades do Lions Quest

- Pronunciamento do Secretário e Coordenador Geral do Distrito

- Mensagem do Tesoureiro e aprovação do último balancete

- Pronunciamento do Assessor Distrital do Concurso de Eficiência

- Mensagem do Presidente do Conselho de Ex-Governadores

- Considerações finais do Governador e encerramento

    

Das 10:30 às 12:30 horas:

XXII Convenção Distrital do LC-6

1) Abertura pelo DG MJF Antonio Paulo Caliento

- Agradecimentos

- Aspectos da excepcionalidade da Convenção Distrital

2)  Mensagem do Diretor-Geral da XXII Convenção

3)  Manifestação dos Presidentes das Comissões Técnicas:

- Comissão Técnica de Indicação de Candidatos

- Comissão Técnica de Projetos

- Comissão Técnica de Estatutos e Regulamentos

- Comissão Técnica de Eleições

(Governador abre espaço para apuração da votação)

4) Aprovação da candidatura do PDG Duba para Presidência do DMLC

5) Pronunciamento do PDG PMJF José Gomes Duba das Chagas

6) Apresentação do Orador Oficial

7) Mensagem do Orador Oficial da Convenção

8) O DG MJF Caliento proclama o resultado das eleições

9) Pronunciamento do 2.º Vice-Governador eleito

10) Pronunciamento do 1.º Vice-Governador eleito

11) Pronunciamento do Governador eleito

12) Mensagem final do DG Caliento

13) Oração pelo Brasil

14) Encerramento protocolar

 

As instruções para participação na IV reunião do Comitê do Gabinete Distrital e na XXII Convenção Distrital serão fornecidas e divulgadas antecipadamente pelo 1VGD MJF Glauber Gomes da Silva, Assessor Distrital do Banco de Dados e Informática, tanto na Internet como no site oficial do Distrito LC-6.  Fiquem atentos!  A Coordenadoria Geral do Distrito também estará à disposição para essa divulgação.  

Ribeirão Preto, 23 de março de 2021

Original assinado pelo

PDG MJF Antonio Domingos Andriani

PDG MFJ ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

Secretário 2020/2021 do Distrito LC-6

 

O Governador conta com a participação de todos.

 

COMO PREPARAR E ENCAMINHAR UMA MOÇÃO:         

 

Estamos em abril e, com ele, a chegada da Convenção Distrital do nosso universo leonístico, e que será realizada este mês.

Além do congraçamento e fortalecimento do companheirismo, uma Convenção se presta a estudar e discutir assuntos que envolvem e são de interesse ao desenvolvimento de um Distrito leonístico.

Um dos objetivos da Convenção Distrital é analisar, discutir e aprovar propostas que são apresentadas por Leões, Clubes ou mesmo pelo Comitê do Gabinete Distrital. Essas propostas geralmente são formalizadas através de moções.

Tenho recebido constantes consultas a respeito do preparo e encaminhamento de moções para apreciação e aprovação na Convenção Distrital, inclusive com pedidos de fornecimento de modelos.

Com o objetivo de colaborar com os interessados, consultei meus arquivos, compilei informações e estou relacionando abaixo alguns dados a respeito de conceitos, regras básicas, aprovação e encaminhamento de moções. Lembro, apenas, que essas considerações ficam sujeitas à análise e reparos de dirigentes que tenham maior capacitação leonística que a minha.

 

            Conceitos:

 

Moção é uma proposta, apresentada em uma assembleia, acerca do estudo de uma questão, ou relativa a qualquer incidente que surja nesta assembleia.

No leonismo, moção é a proposição que sugere a manifestação do plenário da Convenção Distrital sobre determinado assunto, aplaudindo ou protestando.

As decisões da Convenção Distrital para uma moção são de dois tipos:

Recomendação: decisão em que são sugeridas ou recomendadas medidas sem o caráter da obrigatoriedade.

Resolução: decisão para adoção em caráter obrigatório.

A moção pode ser apresentada verbalmente (não aconselhável) ou por escrito (que julgo ser a forma correta) e deve ser clara, precisa, concisa e objetiva, para que tenha o devido encaminhamento, de acordo com o assunto que é seu objeto principal.

A moção pode ser do Clube, do Distrito ou do Distrito Múltiplo.

 

Regras básicas:

 

A moção deve ter uma ementa que identifique o assunto. Deve conter também o nome do autor e do respectivo Clube.

O propósito da moção deve ser articulado em forma de “considerandos”, redigidos com clareza e resumidos. Cada parágrafo do respectivo considerando deve terminar com ponto-e-vírgula, seguido da letra “e”.

A moção deve ser encerrada com definição da proposta que a consubstanciou, e conter local, data e assinatura do autor.

Apenas para exemplificar, abaixo estou anexando um modelo. Trata-se de um exemplo real (a moção, de minha autoria como Governador do Distrito, foi apreciada e aprovada por unanimidade durante a XXX Convenção Distrital do então Distrito L-17 - a quem o LC-6 sucedeu -, realizada na cidade de Jales nos dias 25 e 26 de abril de 1998)

 

Aprovação e encaminhamento:

 

Quando apresentada por um associado ou pela Diretoria do Clube, a aprovação da moção deve constar da ata da assembleia que a aprovou.

A moção pode receber emendas: supressiva, substitutiva, aditiva ou redacional (quando se refere apenas à redação, sem modificar a sua substância).

A moção oriunda da assembleia do Clube deve ser enviada ao Diretor-Geral da Convenção Distrital até 15 (quinze) dias antes da sua realização. Este dirigente se encarregará de encaminhá-la a uma das Comissões Técnicas competentes.

A moção deve ser enviada através de ofício da Diretoria do Clube (modelo abaixo), postado em correspondência com acuse de recebimento (AR da ECT), acompanhada da cópia da ata da assembleia que a aprovou e do certificado expedido pela Diretoria (modelo abaixo). Não necessita passar pelo Comitê do Gabinete Distrital.

Moções do Comitê do Gabinete Distrital ou do Conselho de Ex-Governadores não passam pelas Comissões Técnicas, indo diretamente para apreciação da plenária, excetuando-se aquelas que propõem alteração estatutária.

Toda moção é aprovada por maioria de votos, salvo as que propõem alterações estatutárias, que exigem 2/3 (dois terços) dos votos afirmativos dos Delegados credenciados.

A moção rejeitada nas Comissões Técnicas poderá ter recurso encaminhado pelo interessado, em tempo hábil, ao órgão dirigente, para que possa ser apreciada no transcurso do próprio evento. Se o recurso for aceito, a moção irá para a plenária.

 

Modêlo de moção:

 

PROPOSIÇÃO

 

Ementa: DETERMINA AOS LIONS CLUBES DO DISTRITO L-17, ONDE COUBER,

A ATUALIZAÇÃO E/OU APROVAÇÃO DOS SEUS ESTATUTOS, COM BASE

NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO MODELO PADRÃO FORNECIDO PELA

ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE LIONS CLUBES.

 

Autor:CL ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

            Governador 1997/1998 do Distrito L-17

            Do Lions Clube de Ribeirão Preto-Jardim Paulista

 

CONSIDERANDO que o Estatuto representa o instrumento que vincula os associados ao seu Lions Clube, e o Lions Clube à Associação Internacional, assegurando direitos iguais a todos; e

 

CONSIDERANDO que a Associação Internacional de Lions Clubes edita, constantemente, um modelo oficial padrão de Estatuto para Lions Clubes, sempre atualizado e de conformidade com as alterações aprovadas pela Convenção Internacional; e

 

CONSIDERANDO que referido Estatuto padrão é enviado regularmente para todas as Diretorias dos Clubes; e

 

CONSIDERANDO que todo Lions Clube é organizado e constituído com fiel observância dos dispositivos estatutários de Lions Internacional; e

 

CONSIDERANDO que cada Lions Clube está sob exclusiva jurisdição da Diretoria Internacional; e

 

CONSIDERANDO que a Associação Internacional de Lions Clubes recomenda que seu Estatuto padrão seja adotado por todos os Clubes de Lions, inclusive com a adição de emendas que não venham contrariar seus objetivos ou ferir os princípios leonísticos; e

 

CONSIDERANDO que muitos Clubes do L-17 possuem seus Estatutos em vigor há longos anos, os quais, certamente, devem estar desatualizados com relação às alterações aprovadas por Lions Internacional e que constam do seu modelo padrão editado regularmente; e

 

CONSIDERANDO, também, que outros Clubes do Distrito L-17 ainda não possuem seu Estatuto devidamente aprovado e registrado, preferindo, para seguimento das respectivas administrações, adotar o modelo padrão da Associação Internacional; e

 

CONSIDERANDO, enfim, que, na ótica do entendimento desta Governadoria, todo Lions Clube deve ter seu Estatuto próprio, individualizado e atualizado, nos moldes do modelo oficial fornecido por Lions Internacional, e a fim de mantermos todas nossas unidades distritais dentro da mais perfeita normalidade administrativa,

 

Apresentamos à Comissão Técnica competente da XXX Convenção Distrital do L-17, para apreciação e posterior encaminhamento à aprovação dos Delegados credenciados, o seguinte

 

PROJETO DE RESOLUÇÃO

 

Fica determinado aos Lions Clubes do Distrito L-17, onde couber:

 a)Providenciar a atualização dos seus Estatutos, com base na última edição do modelo padrão fornecido pela Associação Internacional de Lions Clubes;

 b)Adotar seus Estatutos próprios e personalizados, com base na última edição do modelo padrão fornecido pela Associação Internacional;

 

Devem os Clubes providenciar os registros que se fizerem necessários, com as devidas anotações, no competente Livro de Atas do Clube, com a notificação imediata à Governadoria, dos números recebidos no referido documento.

 Para legalização oficial, o Estatuto do Clube que for atualizado deverá ser levado a registro no Cartório de Registro competente.

 

                                                               De Ribeirão Preto para Jales, 26 de março de 1998

 

                                                                           Ass) CL Antonio Domingos Andriani

                                                                       Governador 1997/1998 do Distrito L-17

 

Ofício de encaminhamento:

 

                                                                 De Ribeirão Preto para Jales, 27 de março de 1998

 

Ao

CL

Diretor-Geral da XXX Convenção Distrital do L-17

 

Prezado Companheiro Leão,

 

Estamos entregando-lhe, para registro e encaminhamento à Comissão Técnica competente da XXX Convenção Distrital, a seguinte MOÇÃO DE RESOLUÇÃO que segue capeada ao presente:

 

“DETERMINA AOS LIONS CLUBES DO DISTRITO L-17, ONDE COUBER, A ATUALIZAÇÃO E/OU APROVAÇÃO DOS SEUS ESTATUTOS, COM BASE NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO MODELO PADRÃO FORNECIDO PELA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE LIONS CLUBES.”

 

Referida proposição foi aprovada pela assembleia geral do Lions Clube de Ribeirão Preto-Jardim Paulista, realizada em 26 de março de 1998, conforme consta do atestado de certificação emitido pela Diretoria do Clube e pela cópia da ata da mencionada assembleia (documentos inclusos).

 

Leonisticamente,

 

                                                                                                     Ass) Presidente do Clube

 

            Atestado de certificação:

 

CERTIFICADO

 

Certificamos, para os devidos fins, que, durante nossa assembleia geral ordinária realizada no dia 26 de março de 1998, foi aprovada a seguinte proposição de autoria do CL .........................................., a qual, como MOÇÃO, será apresentada para apreciação e aprovação da XXX Convenção Distrital do L-17, que será realizada na cidade de Jales nos dias 25 e 26 de abril de 1998:

 

“DETERMINA AOS LIONS CLUBES DO DISTRITO L-17, ONDE COUBER, A ATUALIZAÇÃO E/OU APROVAÇÃO DOS SEUS ESTATUTOS, COM BASE NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO MODELO PADRÃO FORNECIDO PELA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE LIONS CLUBES.”

 

                                    De Ribeirão Preto para Jales, 26 de março de 1998

 

                                 Ass) Presidente do Clube                   ass) Secretário do Clube

 

 

 

“SERVIR” – O VERBO E A PRÁTICA:

 

As conjugações verbais fornecem, invariavelmente, situações que sempre nos reportam ao presente, ao passado e ao futuro. Por curiosidade, e tão somente por isso, vou procurar realçar as variações da conjugação do verbo que representa a filosofia do nosso serviço desinteressado: “Servir”.

 

Ensinam os mestres que as diversas conjugações do verbo “Servir” (do latim servire, que entre os Leões se ajustam a diversas finalidades, como ajudar e auxiliar, ser útil e prestar serviços, ser prestativo e favorecer, exercer e desempenhar ações úteis) remetem para o presente (formas positivas), para o passado (formas negativas) e para o futuro (formas protelatórias). Vamos rememorar os bancos escolares? Vejamos:

 

Presente (formas positivas). Presente do indicativo: eu sirvo, tu serves, ele serve, nós servimos, vós servis, eles servem. Presente do subjuntivo: que eu sirva, que tu sirvas, que ele sirva, que nós sirvamos, que vós sirvais, que eles sirvam. Infinito pessoal: por servir eu, por servires tu, por servir ele, por servirmos nós, por servirdes vós, por servirem eles. Imperativo afirmativo: sirva eu, serve tu, sirva ele, sirvamos nós, servi vós, sirvam eles.

 

Passado (formas negativas). Imperfeito do indicativo: eu servia, tu servia, ele servia, nós servíamos, vós servíeis, eles serviam. Perfeito do indicativo: eu servi, tu servistes, ele serviu, nós servimos, vós servíeis, eles serviram. Mais-que-perfeito do indicativo: eu servira, tu serviras, ele servira, nós servíramos, vós servireis, eles serviram.

 

Futuro (formas protelatórias). Futuro do presente do indicativo: eu servirei, tu servirá, ele servirá, nós serviremos, vós servireis, eles servirão. Futuro do pretérito do indicativo: eu serviria, tu servirias, ele serviria, nos serviríamos, vós serviríeis, eles serviriam. Imperfeito do subjuntivo: se eu servisse, se tu servisses, se ele servisse, se nós servíssemos, se vós servísseis, se eles servissem. Futuro do subjuntivo: quando eu servir, quando tu servires, quando ele servir, quando nós servirmos, quando vós servirdes, quando eles servirem.

 

Existe, ainda, uma negação direta: Imperativo negativo: não sirvas tu, não sirva ele, não sirvamos nós, não sirvais vós, não sirvam eles.

 

Nesta altura da leitura, todos vocês devem estar pensando: esta foi a coisa mais chata que o PDG Andriani já escreveu. Reconheço que a exposição acima é “chata” até para ser lida. Ela não é, em absoluto, nenhuma lição verbal. Pelo contrário! Ela serve, unicamente, para que cada Companheiro, Companheira ou Domadora possa analisar as variáveis daquilo que é uma expressão fundamental do nosso movimento, pois o “Nós Servimos” deve ser aplicado sempre no presente, como mote da sua conduta leonística.

 

Servir, servir sempre, com entusiasmo e tenacidade!

           

 

LUTO NO DISTRITO LC-6:

 

Registramos, com profundo pesar, o seguinte falecimento durante o mês de março:

 

Dia 17 – MJF Eduardo Lúcio Nicolella, do Lions Clube de Jaboticabal

 

O Governador do Distrito LC-6, DG MJF Antonio Paulo Caliento, face a esse lamentável passamento, editou a Resolução n.º 40-2020/2021 , decretando luto oficial de três dias no território distrital.

 

 

CCaLL E CCLL DA MINHA GERAÇÃO: PROVA DE VIDA DO INSS VOLTA EM MAIO:

 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou no Diário Oficial da União, edição de 26/02/2021, portaria que suspende até abril a obrigatoriedade de aposentados e pensionistas fazerem a prova de vida, com o calendário de retomada dos procedimentos.

 

A medida de suspensão da obrigatoriedade havia sido anunciada pelo órgão no dia 23. A partir do próximo mês de maio o procedimento, que deve ser feito a cada ano para evitar a obstrução do pagamento do benefício do INSS, voltará a ser obrigatório.

 

Desde março de 2020 os bloqueios foram suspensos em decorrência da pandemia da Covid-19, que prejudicou a realização da prova de vida de modo presencial. A suspensão da obrigatoriedade da prova de vida vem sendo postergada sucessivas vezes.

 

Desde agosto do ano passado o governo tem investido em um projeto piloto para que o procedimento possa ser feito de moto remoto, pelo celular. Uma nova etapa do projeto, lançada no dia 02/03/2021, disponibilizou o serviço digital para mais de cinco milhões de beneficiários do INSS. Segundo dados apresentados pelo instituto, a suspensão da obrigatoriedade levou 5,3 milhões de aposentados e pensionistas a não realizarem o procedimento.

 

Esses beneficiários, agora, precisam regularizar a situação. Os bloqueios de benefício para quem não fez prova de vida no ano passado voltarão a ocorrer a partir do próximo mês de maio, de forma escalonada. Por exemplo: quem deveria ter feito a prova de vida até abril de 2020 e não realizou o procedimento, poderá ter o pagamento do seu benefício bloqueado a partir de maio deste ano, caso não regularize até lá.

 

Cronograma de bloqueio para quem não fizer a prova:

 

Competência de vencimento da prova de vida:   Competência da retomada da rotina:

Março e abril de 2020                                               Maio de 2021

Maio e junho de 2020                                            Junho de 2021

Julho e agosto de 2020                                          Julho de 2021

Setembro e outubro de 2020                                Agosto de 2021

Novembro e dezembro de 2020                           Setembro de 2021

Janeiro e fevereiro de 2021                                   Outubro de 2021

Março e abril de 2021                                            Novembro de 2021

 

Este é um serviço de utilidade pública da “Carta Mensal” aos queridos aposentados e pensionistas do nosso movimento leonístico.

 

 

FRASES PARA REFLEXÃO:

 

- “Se a oportunidade não bate, construa uma porta.”

 

- “Ninguém faz cadeados sem chaves. Da mesma forma, Deus não te dá problemas sem solução.”

 

- “A raiva é um ladrão que rouba os bons momentos.”

 

- Falar coisas bonitas mostra que você tem cérebro, fazer coisas bonitas mostra que você tem coração.”

 

- “Felicidade é aproveitar todos os momentos como se fossem os últimos.”

 

- “O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.”

 

- “O mais importante da vida não é saberes onde estás, mas sim para onde vais.”

 

QUAL O SEU QI EM LEONISMO?:

 

01. Podem fazer parta do Leo Clube jovens de 12 a 30 anos de idade. São, porém, divididos em duas categorias:

o grupo de 12 a 18 anos pertence à categoria _______________;

já o grupo de 19 a 30 anos pertence à categoria __________.

 

02. O primeiro Clube de Castores do Brasil foi idealizado pelo saudoso PDG José Gilberto Ribeiro Ratto, renomado educador, que pertencia ao Lions Clube de São Paulo-Jardim Paulista. Sua fundação ocorreu em:

a) 10/06/1962;

b) 15/10/1963;

c) 01/02/1964.

 

03. De acordo com as normas internacionais, um Distrito precisa contar com um mínimo de 35 Clubes e 1.250 associados:

a) verdadeiro;

b) falso.

 

04. Ao dirigir seu Distrito, o Governador geralmente obtém a maior parte da assistência que necessita proveniente:

a) do seu Gabinete;

b) dos presidentes de Clubes;

c) da sede internacional.

 

05.Meu Distrito conta atualmente com ________ Lions Clubes.

 

06.As Divisões de um Distrito são divididas em Regiões:

a) verdadeiro;

b) falso.

 

07.Minha Divisão é constituída por _____ Lions Clubes, pertencentes às seguintes cidades: _________________________________________________.

 

08.O presidente da minha Região é o CL (ou CaL), pertencente ao LC de _________.

 

09.O presidente da minha Divisão é o CL (ou CaL), pertencente ao LC de _________.

 

(respostas no final desta Carta Mensal)

 

ALGUNS “PITACOS” LEONÍSTICOS:

01. A organização leonística que acumula e distribui contribuições de Leões e benemerentes para fins humanitários, no mundo todo, é a LCIF-Lions Clubs International Foundation. Foi fundada em 1968 e é o braço humanitário da AILC.

02. A Diretoria Internacional da Associação é composta por 34 Diretores, que não recebem qualquer compensação financeira por seus serviços.

03. A revista Lion é publicada em 31 idiomas

04. As mulheres passaram a ser admitidas como associadas dos Lions Clubes e partir de 1987, por decisão da Diretoria Internacional aprovada durante a 70.ª Convenção Internacional, realizada em Taipei, Taiwan, China.

05. Lions Quest, o programa internacional de combate às drogas promovida por Lions Internacional, foi estabelecida a partir de 1985.

06. A Associação Internacional envolveu-se com a ONU-Organização das Nações Unidade em 1945, quando foi convidada e ajudou a estabelecer as seções de Organizações Governamentais daquele organismo mundial.

07. O programa Lioness Clubs foi oficialmente organizado pela Associação em 1975.

08. O Leão n.º 1 do Brasil é o saudoso PDG Armando Fajardo, do Rio de Janeiro, que trouxe o leonismo para o Brasil em 1952.

09. Depois da fundação do Lions Clube do Rio de Janeiro (Clube Mater do Brasil), seguiram-se as fundações dos Lions Clubes de São Paulo e Salvador.

10.Existem no Brasil. Atualmente, quatro Distritos Múltiplos (LA, LB, LC e LD). Um Distrito Múltiplo é composto por dois ou mais Subdistritos.

 

 

CLUBES DO DISTRITO LC-6 FUNDADOS EM ABRIL:

Dia 04 – Lions Clube de Orlândia

Dia 04 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Campos Elíseos

Dia 15 – Lions Clube de Sertãozinho

Dia 16 – Lions Clube de Poloni

Dia 17 – Lions Clube de Novo Horizonte

Dia 18 – Lions Clube de Monte Alto

Dia 20 – Lions Clube de Nhandeara

Dia 22 – Auriflama

Dia 22 – Ituverava

Dia 26 – Taquaritinga

 

ATIVIDADES DO HOSPITAL DE OLHOS DE TAQUARITINGA:

 

O MJF João Donizetti Furtado, presidente do Hospital de Olhos de Taquaritinga, enviou para esta Coordenadoria relação dos procedimentos executados por aquela unidade em fevereiro de 2021 (as de março ainda não estavam contabilizadas até esta data):

 

- Tratamento clínico: medicamentos glaucoma = 226

- Procedimentos clíncos: consultas e administração de medicamentos = 1262

- Procedimentos diagnósticos: exames = 2317

- Procedimentos cirúrgicos: cirurgias = 182

- Transplante de córnea = 1

- Total de procedimentos = 3988

 

 

CALENDÁRIO CÍVICO/RELIGIOSO DE ABRIL:

 

02 – Sexta-feira Santa

04 – Domingo de Páscoa

07 – Dia Mundial da Saúde

07 – Dia da abdicação do trono do Brasil por D. Pedro I (1831)

08 – Dia mundial de combate ao câncer

13 – Dia do Hino Nacional Brasileiro (primeira execução em 1831)

14 – Dia da tomada de Montese pela Força Expedicionária Brasileira

14 – Dia Pan-Americano

19 – Dia do Índio

21 – Dia de Tiradentes

21 – Fundação de Brasília (1960)

22 – Descobrimento do Brasil (1500)

22 a 27 – Semana da Educação

23 – Dia Mundial do Escoteiro

26 – Dia da primeira missa no Brasil

 

 

04 DE ABRIL – DOMINGO DE PÁSCOA:

 

O sentido da Páscoa! Páscoa é uma palavra hebreia, que significa passagem, mudança, transformação. É a maior festa cristã, pois celebra a ressurreição de Jesus, que morreu na sexta-feira da paixão e subiu ao céu no domingo, saindo da morte para a vida. É a festa da libertação.

É uma festa móvel, isto é, não tem data para acontecer, pois depende do carnaval. Após a “festa” da folia, contam-se quarenta dias (a quaresma) e ao fim dela temos a Páscoa.

Cristo celebrou a Páscoa e renovou definitivamente seu significado. Ele se perpetuou na eucaristia e determinou a vitória da vida sobre a morte, libertando as pessoas do pecado.

O desdobramento espiritual da Páscoa tem seu significado numa tradução mais simplista como “passagem”, ou seja, sair da mentira para a verdade, passar da fantasia para o palpável, da falsidade à realidade, do passageiro ao eterno, das manifestações produzidas pela vontade humana para a excelência da revelação Divina em nossas vidas.

Assim se encontra a humanidade!

Este ano, aqui entre nós, a Páscoa será comemorada no próximo domingo, dia 04 de abril. Sinceros votos de boa Páscoa a todos os estimados Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras, Leos e Juventude Leonística.

 

 

07 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DA SAÚDE:

 

O problema da saúde coletiva é encarada hoje como um desafio de características internacionais. Se bem que há muito tenha se apresentado como consequência normal da formação de aglomerados humanos, esse problema vem assumindo proporções alarmantes.

Como principal motivo entre os diversos fatores com que as autoridades e dirigentes se deparam, está a ameaça da fome. As populações se multiplicam de forma geométrica, enquanto a produção de alimentos (no mundo) se multiplica deforma aritmética. Por causa disso, cada vez é maior o número de pessoas famintas. Em algumas regiões da Ásia a fome é considerada crônica para grandes massas humanas. No Brasil, pelo andar da carruagem, provavelmente chegaremos lá! E a alimentação é básica para que possa existir saúde. Pessoas subnutridas apresentam pouca resistência às doenças causadas por germes, além de sofrerem de debilidades crônicas, resultantes em apatia, fator negativo da integração social.

Métodos estão sendo estudados pelas autoridades mundiais de saúde a fim de se atenuar o problema, cuja tendência é agravar-se num futuro não muito distante. A ONU mantém um órgão especializado para tratar do problema da saúde mundial: a Organização Mundial da Saúde (OMS), com sede em Genebra, Suiça.

A saúde pública exige a compreensão e colaboração de todos. De nada adiantarão os avanços tecnológicos e científicos se a humanidade não tiver condições de usufruí-los.

 

 

14 DE ABRIL – TOMADA DE MONTESE:

 

Inúmeros foram os combates realizados pelos expedicionários brasileiros nos campos da Itália durante a II Guerra Mundial. E, em todos, nossos pracinhas se comportaram com relevante bravura, obtendo a admiração do mundo para o soldado brasileiros.

A Itália encontrava-se, então, semeada de redutos alemães que, estrategicamente colocados, impediam que a ação dos Aliados se desenvolvesse com a necessária mobilidade para neutralizara resistência alemã.

Instalados nesses redutos virtualmente inexpugnáveis, os soldados inimigos podiam conter com facilidade todo avanço das tropas que tentassem desalojá-los.   Somente um ataque rápido, violento e sobretudo destemido poderia alcançar a vitória. Os expedicionários brasileiros eram sobejamente dotados para aceitar a grandeza do desafio. Diversos foram os redutos que sofreram a ação valorosa dos pracinhas, como eram chamados nossos soldados. Não tiveram esses redutos outra alternativa que a de cederem diante das corajosas investidas.

Não foram poucas as defesas alemãs que sofreram a ação dos brasileiros. Entre esses objetivos, de alta importância militar, Montese foi de grande significado. Após quatro dias de luta sob intenso bombardeio do inimigo, nossas forças conseguiram que o reduto capitulasse. Era 14 de abril de 1945. Concretizava-se mais uma vitória do Brasil. Mais uma contribuição para que se conseguisse obter a paz.

 

 

14 DE ABRIL – DIA PAN-AMERICANO:

 

As Américas constituem o que chamado de Novo Mundo. Descobertas do século XV vieram injetar um novo ânimo nas antigas civilizações europeias. Muitos povos que já não achavam motivo para permanecer no continente europeu, vieram para o continente americano: portugueses, espanhóis, ingleses. Com a prática da escravidão, vieram os negros de várias regiões da África. Esses povos juntaram-se aos nativos na povoação do novo continente. Séculos mais tarde, outros povos vieram reunir-se aos povos primitivos Do seu trabalho, nasceram as sociedades americanas.

Muitos países compuseram o Novo Mundo. O principal são os Estados Unidos da América, país que se tornou a mais importante potência mundial (especialmente naquela época). Constituindo um novo mundo, foi natural que os países que o constituíram tivessem sua filosofia, suas características próprias.

O pan-americanismo é o princípio que une todas as nações do novo continente. Através desse princípio, procuram resolver seus problemas comuns. Há um acordo tácito (ou pelo menos havia) pelo qual todos os países americanos se sentem responsáveis uns pelos outros.

O pan-americanismo tem sentido de união. E os países americanos têm necessidade de se manterem unidos.

 

 

19 DE ABRIL – DIA DO ÍNDIO:

 

Nada mais justo do que homenagear o índio, o primitivo dono das terras do Brasil, a que algumas tribos chamam de Pindorama (região das palmeiras).

Os índios influíram em nossa cultura com seu usos e costumes, e grande é a quantidade de palavras que nos legaram. Muitas cidades e alguns estados brasileiros possuem nomes indígenas, como Pará, Paraná, Araraquara, Piratininga, entre outros.

Os índios eram indivíduos sociais e viviam em sociedade que se alicerçava num código de conduta que sabiam respeitar. Tinham suas leis, seus costumes, suas histórias e tradições. Embora não conhecessem a escrita, possuíam um vasto vocabulário, que era transmitido oralmente de geração em geração. Gostavam de dança e cultuavam a música.

Os Tupi-guarani constituem a família linguística mais importante da nossa terra. Houve índios que tiveram papel relevante em nossa história: Tibiriçá, Araribóia, Felipe Camarão (Poti). Ainda existem muitos índios no Brasil, principalmente na região amazônica. A FUNAI-Fundação Nacional do Índio foi criada para cuidar da proteção dos indígenas brasileiros. O Parque Nacional do Xingu (Mato Grosso) é uma grande reserva indígena, para onde o governo encaminhou várias tribos, e onde elas encontram ambiente para manter seus costumes e tradições, ficando, ao mesmo tempo, protegidas dos inconvenientes da civilização (hoje, infelizmente, essa realidade parece ser outra, principalmente face aos acontecimentos que cotidianamente nos são fornecidos pela mídia, como confronto com garimpeiros, invasores e quitais).

 

 21 DE ABRIL – DIA DE TIRADENTES:

 

Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, nasceu a 16 de agosto de 1746, na fazenda do Pombal, em Minas Gerais. Naquele tempo o Brasil vivia sob o jugo colonial. Todas as leis vinham de Lisboa, e os brasileiros eram considerados súditos portugueses. O nativismo, porém, o amor à terra brasileira e patriotismo, já se formara firmemente no coração dos que aqui haviam nascido.

Os brasileiros sentiam-se oprimidos pelas constantes imposições dos colonizadores, e não podiam mais aceitar que ordens emanadas de um lugar tão distante como Lisboa viessem limitar seus direitos de legítimos donos da terra.

Além disso, o povo brasileiro já adquirira características próprias e costumes diferentes. Isso não era observado pelas autoridades brasileiras, que julgavam o Brasil uma simples continuação de Portugal.

Aconteceram, por isso, vários movimentos nativistas, que procuravam obter a independência. E um dos movimentos importantes da nossa história foi a Inconfidência Mineira. Um grupo de intelectuais, contando entre eles com Tomás Antonio Gonzaga e Cláudio Manuel da Costa, preparava um movimento de libertação, o qual deveria ocorrer quando houvesse a cobrança de impostos atrasados (a “Derrama”) anunciada pelo governo. A eles juntou-se Tiradentes.

Descoberta a conjuração, os insurretos foram presos. Tiradentes, que era um dos líderes do movimento, foi enforcado a 21 de abril de 1792 e seu corpo esquartejado e exposto em vários pontos do vilarejo. Ele é o símbolo da liberdade e patrono da nação brasileira.

 

 

22 DE ABRIL – DESCOBRIMENTO DO BRASIL:

 

Oficialmente, o Brasil foi descoberto a 22 de abril de 1500. A esquadra comandada pelo almirante Pedro Álvares Cabral, constituída por treze navios e uma tripulação de 1.200 homens, que deveria ter seguido a rota das Índias, fundeou às costas de uma região do atual estado da Bahia.

No dia 26 de abril, um domingo, pela manhã, foi realizada a primeira missa nas terras descobertas, numa pequena ilha, pelo frei Henrique de Coimbra. A segunda missa no continente foi celebrada, pelo mesmo religoso, no dia 1.º da maio.

Devidamente assegurado o descobrimento, a esquadra prosseguiu rumo às Índias no dia 02 de maio de 1500. Pero Vaz de Caminha, o escrivão da armada, relatou detalhadamente o importante acontecimento numa carta dirigida a D. Manuel, rei de Portugal. Os índios chamavam de “Pindorama” (terra das palmeiras) a região onde habitavam.

Cabral acreditou que havia descoberto apenas uma ilha e denominou-a de Ilha de Vera Cruz. Depois, ante a verificação de que se tratava de um verdadeiro continente, passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. Mais tarde, os primeiros exploradores constataram a existência de uma qualidade de árvore, da qual podia ser extraída determinada tinta de larga aplicação na época. Essa árvore era conhecida por “pau-brasil”. Representou o motivo das primeiras expedições à terra descoberta. Desse vegetal que, então, se originou o nome do nosso país.

 

 23 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DO ESCOTEIRO:

 

O escoteirismo foi criado por obra do general inglês Robert Baden-Powell, em 1908. O que o levou a isso foi ter observado, durante a guerra dos Bôers, da qual participara, o desconhecimento quase total dos jovens citadinos quanto à vida e tarefas campestres.

Ele constituiu uma agremiação com a finalidade de propiciar aos jovens condições para que pudessem sobreviver utilizando os meios fornecidos pela natureza. A agremiação foi acolhida com inusitado entusiasmo e, logo, os princípios do escoteirismo eram praticados em diversos países.

Além de aprender o comportamento e atuação necessária para a vida ao ar livre, o escoteiro aprende princípios e regulamentos que o tornam útil a si próprio e aos outros.

Também existem agremiações femininas, com os mesmos objetivos do escoteirismo masculino. Os participantes masculinos e femininos recebem denominações diferentes, de acordo com as respectivas idades. No Brasil, são os seguintes: de 07 a 11 anos, lobinhos e fadinhas; de 11 a 17 anos, escoteiros e bandeirantes; depois de 17 anos, pioneiros e guias.

O mundo necessita do escoteiro para contribuir no que se refere à proteção da natureza. Seria a hora ideal para incentivar o escoteirismo, agora com o objetivo primordial de proteger nossa fauna e flora, ensinando, para os que não sabem, que temos necessidade delas para viver. Destruindo a fauna e a flora, estamos destruindo nosso própria civilização.

 

 

26 DE ABRIL – PRIMEIRA MISSA DO BRASIL:

 

A primeira missa no Brasil foi realizada a 26 de abril de 1500, no ilhéu hoje denominado Coroa Vermelha. Foi oficiante o frei Henrique de Coimbra. E depois da missa, de volta a bordo, Cabral resolveu mandar um emissário ao reino a fim de anunciar o descobrimento ao rei D. Manuel, de Portugal. Gaspar de Lemos foi indicado para ser o emissário. No dia 27, cortaram uma árvore e construíram uma cruz. A esta cruz juntou-se as armas e divisas reais, e com elas assinaram a posse da terra em nome de Portugal.

O erguimento da cruz deu-se perto da foz do rio Mutari. Neste local, já no continente, foi celebrada a segunda missa. Era o dia 1.º de maio. No dia seguinte, Cabral determinou a partida da frota para as Índias. Os descobridores não tiveram dificuldades em deixar as naus quando da celebração das duas missas porque os nativos daquela região eram índios de índole pacífica, o que permitiu um relacionamento amistoso entre estes e os portugueses.

Quando Cabral ainda se encontrava na nau-capitânia, dois nativos foram levados à sua presença e se mostraram dispostos a entabular amizade. Uma vez verificada a amistosidade dos índios, os descobridores puderam descer em terra. Sentiram, então, quando era maravilhosa a região descoberta. Pássaros coloridos e vegetação abundante e exuberante se misturavam numa profusão de cores, empolgando a sensibilidade dos descobridores.

 

CUMPRIMENTOS AOS ANIVERSARIANTES DE ABRIL:

Aos aniversariantes de abril muita harmonia, saúde e paz. Parabéns e felicidades! Que Jesus abençoe cada um de vocês e seja Guia de todos. Saibam que sua amizade é muito importante para todos nós, e que Deus permita que essa amizade perdure por longos anos.

Um ano inteiro se passa e, quando damos conta, estamos ficando mais velhos. O mais comum e esperado é se comemorar com a família e com os amigos. Se o ano que passou foi bom, comemore todas as conquistas; se não foi muito favorável, comemore pelo próximo ano de vida que está começando.

O aniversário é mais um estágio no desenvolvimento e ocasião propícia para uma introspecção. Precisamos sempre perguntar a nós mesmos qual a distância dos atos que praticamos ou daqueles que ainda podemos praticar e adicionar.

Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé! A todos vocês, aniversariantes de abril, que relacionamos abaixo, os cumprimentos e o carinho do DG MJF Antonio Paulo Caliento e toda sua equipe.

 

NASCIMENTO NOME CLUBE
1/4 EDSON APARECIDO DA SILVA IGARAPAVA
1/4 ENEIDE LOPES MADI FRANCA CIDADE NOVA
1/4 GUILHERME HENRIQUE ZURITA GUARIBA
1/4 NEUSA BALDIN CAMPIONI CRAVINHOS
1/4 SILVIA HELENA REIS CADIOLI MATAO
2/4 ANGELA BOARINI CORNELIAN JABOTICABAL
2/4 CARLOS HENRIQUE AGUIAR BRODOWSKI
2/4 CLÁUDIA INÊS MENDES BARRETO GRANZOTO TAQUARITINGA
2/4 INAH LAZARO MONTEFUSCO MANNA GUARIBA
2/4 MARIA ANGELICA ULIAN ZUCCARATO MONTE ALTO
2/4 MARIA H. STELLUTI VOLTERA JALES
2/4 PAULO ROBERTO GONÇALVES DE CURCIO ITUVERAVA
2/4 SERGIO DAVID DE SOUZA NEVES PAULISTA
2/4 SIMONE DUARTE ESTEVE BALDAN ITUVERAVA
3/4 ANTONIO ABDO CHEDID SAO JOAQUIM DA BARRA
3/4 CARLOS ALBERTO CONTIN BORGES SAO JOAQUIM DA BARRA
3/4 JOSE DIRCEU T FALLEIROS ITUVERAVA
3/4 MARINA HADAD BOLZAN MONTE AZUL PAULISTA
3/4 NADIR F. DE MACEDO INDIAPORA
3/4 PAULO ROBERTO GUIMARAES SAO JOAQUIM DA BARRA
3/4 VERA LUCIA MARTINS GUEDES SAO JOAQUIM DA BARRA
4/4 CRISTIANE MENEZES SILVA MOREIRA OLIMPIA
4/4 JANDIRA R F GREGORINI FERNANDOPOLIS
4/4 JULIO CESAR DE OLIVEIRA ICEM
4/4 MARILDA COSTA BARBOSA JABOTICABAL
4/4 NEILA FERNANDA NANINI BERNARDINO FRANCA
4/4 ROSELI GOMES FERNANDES BROZEGUINI BRODOWSKI
4/4 SHIRLEI APARECIDA ALVES BENTO BARRETOS
4/4 SHIRLEY FRANSONI GRAMINHA CAJURU
5/4 GIULIO I GOLINELLI FRANCA CIDADE NOVA
5/4 JANAINE AP. CHIODA BIANCO JABOTICABAL
5/4 JOSE CARLOS SANTANA INDIAPORA
5/4 MARIA ARMINDA REZENDE GOLINELLI FRANCA CIDADE NOVA
5/4 MARIO DE ANDRADE FREITAS ORLANDIA
5/4 TEREZA CRISTINA DA COSTA CARDOSO BATATAIS
6/4 ANTONIO CARLOS BITTAR MIRASSOL
6/4 DOLORES DANEZI DUMONT
6/4 ISABEL PAULA MORAES MENESES VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
6/4 JORGE YAMADA CRAVINHOS
6/4 MARGARETE CAMAROTO NOGUEIRA DUMONT
7/4 ADRIANA MARANHA MARINI FRANCA INOVACAO
7/4 DOUGLAS VIEIRA PINCER GUARIBA
7/4 EGUINALDO ANGELO MARGUINI OUROESTE
7/4 SÔNIA MARQUES DA SILVA SERAGUCI AURIFLAMA
8/4 CARMEN SUELI MANGINO RINHEL RIBEIRAO PRETO CAMPOS ELISEOS
8/4 MARIA ELVIRA CATAPANI MOREIRA CRAVINHOS
8/4 NELSON LUIZ BEPPU FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
9/4 ANA ELISA ROSIN DE VICENTE BRODOWSKI
9/4 GASPAR DE SOUZA SILVA GUAIRA
9/4 MARCO ANTONIO R. CORREA AURIFLAMA
9/4 MARIA APARECIDA SANDRIN DE CASTRO BATATAIS
9/4 RAQUEL DE SOUZA GIMENES CATANDUVA
9/4 ROGERIO DOS SANTOS VOTUPORANGA
9/4 VALERIA FLORIO FERREIRA JABOTICABAL
10/4 DANIELA DI FOGI CAROSIO FRANCO GUARIBA
10/4 HELIO ALVES GOULART NHANDEARA
10/4 SIRLEI TEREZINHA ALVES DIAS ZANELATO VOTUPORANGA
10/4 TOUFIC ELIAS RIBEIRAO PRETO
11/4 CIBELLE ERNESTA MANFRINATO MOREIRA MATAO
11/4 CLAUDIONOR REIS VIANA GUAIRA AGUAS CORRENTES
11/4 FABIANA ZOCCHI DARME CATANDUVA
11/4 GERSON ELVIS MANTOVANI BRODOWSKI
11/4 INA RIBEIRO NOGUEIRA GUAIRA AGUAS CORRENTES
11/4 IVETY APARECIDA ROCHA REZENDE FRANCA DO IMPERADOR
11/4 RICARDO CORREA OLIVEIRA RAMOS TAQUARITINGA
11/4 RUI NILTON SORIANI BRODOWSKI
12/4 ENIVALDO JOSE MARTELI MIRASSOL
12/4 VITOR DE PAUL SILVA JUNIOR MIGUELOPOLIS
13/4 APARECIDO DOS SANTOS OTAVIO ORLANDIA
13/4 AUREA MARCHEZI TAQUARITINGA
13/4 CARLOS ROGERIO GUERRA TAQUARITINGA
13/4 DAVI GARCIA JABOTICABAL
13/4 MARIA APARECIDA RODRIGUES USSI CAJURU
13/4 MARIA CRISTINA GAMBERINI BARBOSA MATAO
13/4 NILMA DE FÁTIMA ALVES FRANCA
13/4 REINALDO GUSSON MENDES ORLANDIA
14/4 ANTONIO C AZALIS BEZERRA MONTE AZUL PAULISTA
14/4 ANTONIO JOSE DA CRUZ SANTOS RIBEIRAO PRETO IPIRANGA
14/4 EDNA FANNY CORETI CASANOVA GUARIBA
14/4 EDVALDO LUIS RIBEIRO DEZEM SAO JOAQUIM DA BARRA
14/4 MARIO JOSE RIBEIRO DE CARVALHO MOTTA CATANDUVA
14/4 ORESTE CAROSIO NETO FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
14/4 PAULO CAVICCHIOLLI MATAO
15/4 ANTONIO VOLTERA JALES
15/4 CLAUDINA DANTONIO NOGUEIRA GUAIRA AGUAS CORRENTES
15/4 FABIANA AGOSTINI PRETI VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
15/4 NILZA MARIA FRANCISCO BONCOMPAGNI BATATAIS
15/4 OLGA MARIA DE CAMPOS QUEIROZ FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
16/4 GENI F. MIGLIORINI FERNANDOPOLIS
16/4 MARIA APARECIDA NEVES DAMASCENO VOTUPORANGA
16/4 RONILDO GOMES LOUSA SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
16/4 SANTO OLIVATTO IPUA
17/4 ADMIR PASCHOAL PALHARINI POTIRENDABA
17/4 CELIO VICCARI ALTINOPOLIS
17/4 DIOMAR PEDRO DURVAL FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
17/4 JOSE GOMES DUBA DAS CHAGAS FRANCA
17/4 NEIDE RAMOS CASTANHEIRO AURIFLAMA
17/4 ORDALINA DA SILVA TAVARES MIRASSOL
17/4 SONIA C CINTRA PONTES MATAO
18/4 ANA ANTONIETA BOMBONATI MENDONCA SERTAOZINHO
18/4 FIORI GERALDINI POLONI
18/4 KELY CRISTINA DE PAULA P. UZUELI ITUVERAVA
18/4 NILZA MARIA COMUNHÃO NAPIMOGA MATAO
18/4 NOÊMIA POLO AURIFLAMA
18/4 REJANE FIGUEIREDO MORAIS SILVA IPUA
18/4 RODRIGO AUGUSTO DA SILVA ALTINOPOLIS
18/4 ROMULO AGUIAR GENEROSO SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
18/4 SIMONI PARLANGELI TAQUARITINGA
18/4 SUSANA MAIA CARREIRA BARROS GUAIRA
19/4 IRAIDES ONDEI RODRIGUES MIRASSOL
19/4 JULIO CESAR NOGUERIA DE SOUZA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
19/4 SEBASTIAO EXPEDITO REZENDE FRANCA DO IMPERADOR
19/4 VERA TEREZINHA SILVA BATATAIS
20/4 CESAR GULLO BRODOWSKI
21/4 ARMANDO MARCHEZAN MATAO
21/4 CLEONICE CONTADINI RIGOTTO CRAVINHOS
21/4 MARIZA ROMA FERREIRA VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
21/4 MARLENE FLAVIO MORISSUGUI OUROESTE
21/4 SOLEDADE GARCIA SAKATA INDIAPORA
21/4 SONIA TAVARES DE SANTIS GUAIRA AGUAS CORRENTES
22/4 ANTONIO CARLOS VIDAL FRANCA SOBRAL
22/4 MARIA DO CARMO BELLINGIERI JABOTICABAL
22/4 MARTA CHAIM CANTATORE FRACASSO TANABI
22/4 RENATA PRADO ESTEVES ORIDE GUAIRA AGUAS CORRENTES
23/4 ANTONIO JOSE SANTOS RODRIGUES ITUVERAVA
23/4 DAISY ANDREOLLI CALIENTO RIBEIRAO PRETO
23/4 FRANCISCO RIVA POTIRENDABA
23/4 LARISSA CASTRO GUEDES DE MELLO JABOTICABAL
23/4 MARIA LUCIA DE PAULA SALTARELI BATATAIS
23/4 RENATO VIANA DE CASTRO OUROESTE
24/4 CLAUDIO HENRIQUE LAURIA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
24/4 ELZA NAGATA GALBIATI TAKASSI GUAIRA AGUAS CORRENTES
24/4 REGINA CELIA PANÇA BOCCHINI CATANDUVA
24/4 RITA DE CÁSSIA FERNANDES CIPRIANO FERNANDOPOLIS
24/4 SUZANA MARGARETH DE FREITAS FRANCA
24/4 VERA LÚCIA MENDES CORTEZ FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
24/4 WALMIR ALVARES BOCCHINI CATANDUVA
24/4 ZILDA ZOCOLARO BORBA JABOTICABAL
25/4 DEIVIDI GREGORRI RODRIGUES NEVES NHANDEARA
25/4 JOSE MARIA DE FREITAS MIGUELOPOLIS
25/4 JULIANA MOISÉS MENDONÇA ESTEVE ITUVERAVA
25/4 MARCIA MASTROCOLA DE SENZI GERMANO CATANDUVA
25/4 REGINA CELIA SCIARRETTA BRODOWSKI
25/4 ROBERTO VIEIRA DA SILVA VOTUPORANGA
25/4 VANESSA REGINA ZANINI BEDIM JABOTICABAL
26/4 JOAO CARLOS GAIOFATTO RIBEIRAO PRETO
27/4 ANDRE LUIZ DE GODOY SILVA SANTA FE DO SUL ESTANCIA TURISTICA
27/4 MARIA AMÉLIA SPOLON FERNANDES NHANDEARA
27/4 MARIA GISELLE DE MELLO JONAS ORLANDIA
27/4 ROSIANE AP. S. ELEODORO LAGASSI GUAIRA
28/4 ANA PAULA DE OLIVEIRA NHANDEARA ALIANCA
28/4 GEIZA ROBERTA GUTIERREZ PEREIRA TANABI
28/4 JOSE LUIZ RIBEIRO GUIMARAES MATAO
28/4 LENIR XAVIER CARNEIRO DUMONT
28/4 MARCELO RENATO PATRÃO ESTEVES SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
28/4 NILZA GOMES DE SOUZA NEVES PAULISTA
28/4 PASCOALINA COELHO DE SOUZA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
28/4 VALÉRIA CÂNDIDO LORENTE AURIFLAMA
29/4 CAMILA DELLAMURA VILA AURIFLAMA
29/4 CASSIA APARECIDA FRUTUOZO RIBEIRO NHANDEARA ALIANCA
29/4 JUAREZ BASTOS SERTAOZINHO
30/4 ALEXANDRA CRISTINA PITON FIRMINO CARLOS OLIMPIA
30/4 ANDRE LUIZ VIVEIROS CORONA SANTA FE DO SUL ESTANCIA TURISTICA
30/4 ELVES SCIARRETA CARREIRA BRODOWSKI
30/4 LÚCIA HELENA OKU VIDOTTO SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
30/4 PEDRO AURELIO GUAZZELLI P DA SILVA MIGUELOPOLIS
30/4 SILVANO LACERDA DOS SANTOS FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO

 

RESPOSTAS – QUAL O SEU QI EM LEONISMO:

 

  1. Alpha – Omega
  2. 15/10/1963
  3. Verdadeiro
  4. Do seu Gabinete
  5. Resposta pessoal
  6. Falso. As regiões é que são divididas por Divisões.
  7. Resposta pessoal
  8. Resposta pessoal
  9. Resposta pessoal

 

Um fraterno abraço a todos e até o próximo mês, se Deus assim o permitir.

 

                                                                       PDG MJF ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

                                                                            Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

 

Cc:       Membros do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

      1.º e 2.º Vice-Governadores do Distrito LC-6

            Presidentes de Região e Divisão do Distrito LC-6

            Coordenadores, Assessores e Assistentes Distritais do LC-6

            Outros CCLL, CCaLL e DDMM interessados

 

 

Próximo Evento 

Time passed:
1
1
4
4
1
1
4
4
5
5
0
0
5
5
5
5

Usuários Online 

Temos 49 visitantes e Nenhum membro online

Login 

Bem Vindo ao Distrito LC-6!

Distrito LC-6

Visitantes

4906977
Hoje
Ontem
Esta Semana
Última Semana
Este Mês
Último Mês
Total
2813
10048
18533
4777060
134368
168178
4906977

Seu IP: 3.233.219.62
22-06-2021 09:50

Curtir No FaceBook 

Scroll to top